terça-feira, agosto 03, 2004

Carioca Legal

Não tenho o costume de fazer isso mas, por favor, leia este texto retirado do "Blog do Fábio": www.cariocalegal.blogger.com.br

O post de hoje, mais uma vez não tem nada haver com algo da minha vida pessoal ou que tenha acontecido comigo, mas que acredito ser de interesse geral: a influência da religião na política. O meu blog já tem poucos acessos e com esse tipo de mensagem e bem provável que os restantes que ainda insistem em me visitar acabem desistindo. Mas espero que não seja o caso.

É um ponto de importância para o período em que vivemos às vésperas das eleições municipais.

É claro que todos nós professamos uma fé, com exceção dos ateus e agnósticos que não acreditam em nada e muitas das vezes, nem neles mesmos. Eu acredito em Deus e outros seguem por sua própria vontade ou não uma orientação religiosa. Mas não podemos fechar os olhos e fingir que não sabemos que a religião durante os séculos sempre impôs um papel na vida política em busca de uma representatividade maior ou aumento de poder. A Igreja Católica é um desses casos em que muitas das vezes o seu poder sobrepujou aos dos soberanos de muitas nações, sendo a autoridade política um simples fantoche nas mãos dos representantes eclesiásticos.

Hoje em dia não é diferente, além da Igreja Católica que ainda mantêm um papel de destaque em muitos países, outras denominações impõem a sua autoridade ou buscam uma forma de aumentar a sua influência e poder através da política e no Brasil isso não é uma exceção.

Algumas denominações evangélicas cada vez mais se enveredam no meio político em busca de uma representatividade maior e anseio dos seus próprios interesses, seja na esfera municipal, estadual ou federal. É o caso da Igreja Universal do Reino de Deus que a cada eleição aumenta o número de candidatos com o intuito de adquirir uma influência cada vez maior e conseqüentemente alcançar seus objetivos sejam quais for. No Rio de Janeiro, temos Marcelo Crivella, representante desta igreja e sobrinho do Bispo Edir Macedo, como candidato à prefeitura da cidade. Se já não bastasse o seu cargo de senador da república, este indivíduo anseia muito mais. Mesmo com os escândalos que envolvem a igreja e a sua própria vida pessoal como o desvio de dinheiro na Loterj, a participação acionária deste em emissoras de televisão e não permitido por lei e problemas na justiça do trabalho pelo simples fato de trabalhadores da Fazenda Canaã não possuírem carteira assinada e não pagamento das contribuições previdenciárias, este ainda insiste em participar deste cargo eletivo cegando as pessoas com os mesmos artifícios utilizados nos cultos da igreja, uma boa e bem sucedida lavagem cerebral com doses excessivas de mentiras. Será esse um método cristão de conseguir os seus objetivos???? Na realidade, os dirigentes da Universal não estão muito interessados em moral cristã, desde que sua finalidade seja alcançada, bastando recordar o famoso episódio veiculado em toda mídia quando o Bispo Macedo exortou seus subordinados a tirar todo o dízimo possível dos fiéis: "OU DÁ, OU DESCE!!!!" Usando a bíblia, será que quando Jesus pregou aos homens, usou tal expressão na busca de novos discípulos? Outro detalhe, Jesus deixou bem claro nas escrituras em João 18:36 que "O REINO DELE NÃO FAZIA PARTE DESTE MUNDO", sendo assim, porque as igrejas, em especial a Universal, se empenham tanto na vida política quando o próprio Jesus condenava as práticas políticas da época e exortou para que seus discípulos não se envolvessem com esses assuntos terrenos???? Se eles se dizem cristãos, porque não seguem os ensinamentos em questão???? Sem querer julgar, pois quem sou eu para tal, o tipo de vida e atitude da maioria dos dirigentes das denominações evangélicas, incluindo os da Igreja Universal, não condizem nenhum pouco com os ensinamentos bíblicos, deixando evidente os seus reais interesses e que infelizmente a grande maioria da população ainda se deixa cegar.

A nossa política nacional já está tão desacreditada e corroída pelas atitudes dos maus políticos e mesmo assim, ao invés se apegarem aos seus princípios religiosos, essas seitas ainda almejam mais do que seria o propósito de uma religião, usando-se de vãs filosofias para dissuadir as pessoas no seu intuito interesseiro????

Por isso, abra os olhos e reflita bem sobre isso, pois com certeza entenderemos um pouco mais sobre as pessoas, a nossa sociedade e o que desejamos para nossa vida em comum com nossos semelhantes. A vida já está difícil com total desarmonia, egoísmo, falta de respeito para com o próximo e ainda vamos piorar???? Pense nisso com seriedade, pois com certeza influenciará em sua vida pessoal e social também. Creio que temos que buscar o melhor para nós e nossos semelhantes, pois não vivemos sozinhos e sim em sociedade onde dependemos de todos em conjunto.

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

ENTRE NA COMUNIDADE DO ORKUT,
POR AMOR AO RIO.
RIO SIM,crivella NÃO.

31 de março de 2008 13:12  

Postar um comentário

<< Home