quinta-feira, julho 01, 2004

MEDO (Debate)

Vocês repararam que no debate o Bispo Crivella deu a entender que ia transformar o Rio em um grande templo da IURD. Aquilo de cuidar da alma das pessoas é evangelização pura e simples.

Alguém precisa dizer para esse homem que Política e Religião não se misturam!

6 Comments:

Blogger olivia said...

Caro Amigo, se você realmente quer discutir isto porque não permite realmente uma pesquisa de opinião séria e não acusações tendenciosas e mau interpretadas. Fala do que não conheçes. Cuidado com o que vc fala, pois comigo aconteceu assim também.......Falei mau de todas essas pessoas que vc denigre e depois fui conheçer o que é o fundo do poço.... Finalmente me arrependi e depois fui parar justamente na igreja universal, onde hoje tenho ume vida realmente abençoada e transformada, com meu testemunho mostrado até mesmo na tv.Que vc possa refletir enquanto é tempo e parar de julgar as coisas que não conheçe.

Ouvi-me vós que conheceis a justiça, vós, povo, em cujo coração está a minha lei; não temais o opróbrio dos homens, nem vos turbeis por causa das suas injúrias."(Isaias 51:7). " Bem aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem e vos perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós."(Mateus 5:11-12) . " Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós outros, me odiou a mim

2 de julho de 2004 01:25  
Blogger Marcelo Junior said...

Olivia,
eu frequentava a IURD até que acordei do torpo que os pastores e bispos me causavam e a partir daquele momento prometi desmascarar todos que usam o nome de Deus em proveito próprio.

Lembre irmã de um dos Dez Mandamentos: NÃO USAI O NOME DE DEUS EM VÃO. Pois é isso que eles fazem, e não posso permitir. E nem que misturem religião e polítca, nós não merecemos.

2 de julho de 2004 03:02  
Anonymous Anônimo said...

O cara é muito despreparado. E o "cimento social"?

Meu Deus...

2 de julho de 2004 05:46  
Anonymous Anônimo said...

Olívia,

você não sabe fazer outra coisa senão ameaçar. Bem este é realmente o estilo de seu ídolo. O Bispo dos milhões.

Não vê que se aproveitaram de um momento de fraqueza seu e te transformaram numa repetidora de inverdades e ameaças.

Não vê que seu discurso apenas tenta trazer pessoas para seu mundo. Sei que é difícil admitir a pequenês de uma vida dedicada a pastores e bispos bandidos e corruptos.

Mas no lugar de enganar a si mesma, causando males as pessoas, querendo levá-las para seu mundo, deveria reconhecer seus problemas e encarar a vida sem estas máscaras que a IURD lhe ensinou a usar.

Felipo

2 de julho de 2004 17:31  
Anonymous Anônimo said...

Minha querida Olívia, aconselho-a a ver o video mostrado aqui pelos amigos do blog e tenho certeza que entendera nosso ponto de vista.

Ate mesmo concordo com sua posicao defensiva, visto que conseguiu recuperar-se, mas nao duvido que esteja "cega" por tal e nao consiga avaliar o quanto isto eh prejudicial para o todo de nossa populacao.

Assista a este video, por favor. E pense. Racionalmente.

Abracos e fique com Deus.

Leandro Cohen.

7 de julho de 2004 13:38  
Blogger Carlão said...

Zé Ramalho / Fagner :

Filhos do Câncer

Hoje quero sentir, quando deitar-me nas pedras

Como um lagarto que dorme, na incoerência das eras

Sentar-me-ei entre feras, e sentirei no seu hálito

A solução das esperas, e um sofrimento esquálido

Adormecendo as uvas, reconstruindo em favas

Aconteceram as chuvas, redespertaram em lavas

Compareceram em chamas, estrangularam as falas

Carbonizaram miúdos, perpetuaram-se em galas

Filhos de Freud

Filhos de Marx

Filhos de Brecht

Filhos de Bach

Filhos do Câncer

Filhos de Getúlio

Filhos do Carbono

Filhos de Lampião

Se fosse fácil, todo mundo era

Se fosse muito, todo mundo tinha

Se fosse raso, ninguém se afogava

Se fosse perto, todo mundo vinha

Se fosse graça, todo mundo ria

Se fosse frio, ninguém se queimava

Se fosse claro, todo mundo via

Se fosse limpo, ninguém se sujava

Se fosse farto, todo satisfeito

Se fosse largo, tudo acomodava

se fosse hoje, todo mundo ontem

Se fosse tudo, nada aqui restava

Se fosse homem, tudo com mulher

Se cada bicho, fosse como for

Se fosse tudo, claro pensamento

Nesse momento nada se criou

30 de abril de 2005 12:29  

Postar um comentário

<< Home