sexta-feira, julho 02, 2004

Bispo Crivella Indiciado Por Crime do Colarinho Branco

Esta matéria é do Estado de São de 1992, nela comenta-se sobre a acusação de Edir Macedo pelo crime de colarinho branco, no fim pode-se ver, em negrito, que o Bispo Crivella também foi indiciado por ser beneficiado na ilegalidade cometida por Bispo Macedo...



ESTADO DE SÃO PAULO Sexta-feira, 22 de maio de 1992

Edir Macedo é enquadrado na lei do colarinho branco

São Paulo, 22 (AE) - O "bispo" Edir Macedo, chefe da Igreja Universal do Reino de Deus, foi enquadrado hoje (22) pela polícia Federal na chamada Lei do Colarinho Brando, artigo 16 - a pena prevista é de um a quatro anos de reclusão.


Edir é acusado de ter usado a igreja como "instituição financeira para fechar operações irregulares", inclusive a compra da Rede Record S/A por US$ 45 milhões (Cr$ 122,7 bilhões pelo câmbio comercial de hoje). O indiciamento foi decidido na PF depois que dois auditores fiscais do Tesouro Nacional concluíram devassa nas contas do "bispo" e da igreja. O levantamento motivou multa de Cr$ 15,6 bilhões para a igreja e outros Cr$ 84,2 milhões para o "bispo".


Edir chegou à PF, no centro da cidade, com uma fisionomia bem diferente daquela que exibe no vídeo durante suas pregações. Tinha um aspecto de quem sentia grande desconforto ao colocar os pés na delegacia. Estava acompanhado de seu advogado, Campos Machado, que também é deputado, líder do PTB na Assembléia Legislativa. O "bispo" não quis dar declarações. Seu advogado disse que "o indiciamento significa uma perseguição política, religiosa e empresarial que não se sustentará na Justiça".


Durante três horas ele foi interrogado pelo delegado Antônio Decaro Junior. Além do "bispo" foi indiciado o pastor Marcelo Crivella, que figura como favorecido na operação de compra da Rede Record de São José do Rio Preto. Além de ser enquadrado na Lei do Colarinho Branco, o "bispo" Edir Macedo foi indiciado por sonegação fiscal. O inquérito será relatado na próxima semana e encaminhado à Justiça Federal.


©Agência Estado.Aedata



1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

http://falsospastores.vilabol.uol.com.br

26 de agosto de 2004 21:28  

Postar um comentário

<< Home